Gyozas de porco e vegetais

Ingredientes (para 40 gyōzas):
1 embalagem de 40 folhas de massa de gyōza (vende-se congelado em mercados orientais, em alternativa, pesquisar uma receita de massa caseira)

Recheio:
400 g de carne de porco picada (opte por uma carne com alguma gordura)
3 dentes de alho
Gengibre (um pedaço de cerca de 3 cm)
20 g de cebolinha
130 g de couve chinesa ou repolho
60 g cogumelos (de preferência asiáticos, como Shitake ou Shimeji)
2 colheres de sopa de molho de soja
1 colher de sopa de sake ou mirin (opcional)
Sal e pimenta preta qb

Molho:
6 colheres de sopa de molho de soja
3 colheres de sopa de vinagre de arroz
2 colheres de chá de óleo de sésamo ou óleo de chili japonês

Preparação:
Preparação do recheio:
  1. Pique finamente o alho, o gengibre, a cebolinha, a couve e os cogumelos
  2. Junte à carne e adicione o molho de soja, o sake, sal e pimenta a gosto
  3. Misture o preparado
Preparação do molho:
  1. Junte os três ingredientes e reserve
Rechear as gyōzas: (consulte o vídeo em baixo para ajudar a compreender os passos)
  1. Encha uma pequena taça com água fria e coloque junto à área de trabalho
  2. Coloque uma folha de massa de gyōza sobre a palma da mão, adicione uma porção de recheio de cerca de 1 colher de sopa pouco cheia. É preferível não encher demasiado as primeiras gyōzas, para facilitar o fecho
  3. Molhe a ponta do dedo indicador na água e faça um círculo à volta da extremidade da massa, de modo a que toda a extremidade fique ligeiramente molhada.
  4. Com cuidado, dobre a massa ao meio, levando a parte inferior junto à parte superior, mas sem deixar que as extremidades se toquem.
  5. Pressione a porção central da parte superior contra a parte superior, de modo a que colem uma à outra, apenas no meio.
  6. Começando pelo lado direito junto à parte colada, dobre a metade superior, de modo a que faça um pequeno "S" e cole à parte inferior. Proceda de igual forma até chegar ao final da massa e sele o final. Repita para o lado direito.
  7. Coloque a gyoza selada sobre um tabuleiro, com a parte selada virada para cima.
Cozinhar as gyōzas ao vapor:
  1. Se tiver um cesto de bambu, forre a base dos cestos com folha de repolho ou papel vegetal
  2. Coloque água a ferver num tacho ou frigideira largo.
  3. Coloque as gyōzas no interior do cesto mas evite que toquem completamente, para não dificultar a separação no final.
  4. Tape o cesto e coloque-o sobre a água a ferver. Deixe cozinhar a vapor durante pelo menos 10 minutos, ou de acordo com as instruções no pacote da massa.
  5. Retire as gyōzas delicadamente, com a ajuda de pauzinhos, para um prato e sirva acompanhado com o molho
  6. Caso não tenha um cesto de bambu, poderá utilizar outro utensílio destinado a cozer ao vapor. Não se esqueça de forrar o fundo
Cozinhar as gyōzas na frigideira
  1. Numa frigideira larga e com tampa, coloque um fio de óleo vegetal sem sabor, e espalhe pela base com uma folha de papel de cozinha. Coloque a frigideira em lume brando
  2. Quando estiver quente, com a ajuda de pauzinhos disponha as gyōzas em círculo no interior da frigideira mas evite que toquem completamente, para não dificultar a separação no final.
  3. Deixe fritar durante cerca de 3 minutos e adicione 300 ml de água a ferver (se não colocou todas as gyōzas de uma vez, coloque a quantidade proporcional de água).
  4. Tape a frigideira e deixe cozinhar ao vapor durante 5 minutos
  5. Destape a frigideira e deixe evaporar o restante líquido.
  6. Retire as gyōzas delicadamente, com a ajuda de pauzinhos, para um prato e sirva acompanhado com o molho


Risotto de favas e cogumelos

Ingredientes (quantidades por pessoa):
100 g de arroz arbóreo
300 ml de caldo de legumes (ver nota final)
3/4 chávena de cogumelos frescos
1/4 chávena de favas
30 g de queijo parmesão
1 colher de sopa de manteiga
1/4 de cebola
1/4 de talo de aipo
1/4 de copo de vinho branco
Azeite
Sal
Pimenta preta
Para finalizar (opcional): Tomate seco, lascas de queijo parmesão, cebolinha e mangericão

Preparação:

  1. Comece por preparar os legumes: Pique finamente a cebola e o aipo, descasque as favas e abra-as ao meio e pique os cogumelos grosseiramente
  2. Coloque um tacho ao lume brando com um pouco de azeite e quando o azeite estiver quente, junte a cebola e deixe amolecer. Passado uns minutos adicione metade da manteiga e o aipo e vá mexendo
  3. Quando a cebola estiver translúcida e o aipo mais amolecido, junte o arroz e mexa bem. Deixe o arroz fritar ligeiramente mas tenha cuidado para não queimar
  4. Ao fim de cerca de 5 minutos junte o vinho branco para refrescar o arroz e continue a mexer.
  5. Quando o vinho tiver evaporado quase totalmente junte uma concha de caldo de legumes. Repita este processo sempre que o líquido estiver quase totalmente evaporado. Mexa frequentemente. O lume deve estar apenas alto o suficiente para manter o caldo a borbulhar, sem ferver demasiado.
  6. Ao fim de 15 minutos junte os cogumelos picados grosseiramente e envolva no arroz. Continue sempre a juntar o caldo e a mexer. Nesta fase pode juntar pimenta preta moída na hora a gosto e sal, se necessário. Tenha atenção que os caldos de legumes comerciais (se for o caso) já são bastante salgados, pelo que pode não ser necessário
  7. Ao fim de mais 10 minutos junte as favas. Nesta fase o arroz poderá já ter começado a criar goma mas ainda deverá estar um pouco cru. Continue o processo de adicionar caldo e mexer.
  8. Quando o arroz já tiver um aspecto cremoso e estiver bem cozinhado, junte o parmesão e mexa bem durante cerca de 1 minuto.
  9. Desligue o lume, junte a restante manteiga e cubra o tacho por 5 minutos.
  10. Retire a tampa, envolva uma última vez e sirva em pratos. Termine com um fio de azeite, pimenta preta moída na hora e, se desejar, um pouco de tomate seco, lascas de queijo parmesão, cebolinha e mangericão.
Nota: Se tiver tempo e possibilidade, é sempre preferível fazer um caldo de legumes caseiro. Utilize ervas aromáticas com talos e vegetais com casca, desde que bem lavadas e de origem biológica. Evite vegetais com alto teor de amido, como batata, courgete, nabo, etc, que irão engrossar o caldo e formar puré. 
Eis a receita utilizada para este risotto:
  1. Corte em pedaços grosseiros 1 cenoura com casca. 1 cebola com casca, 1/4 de alho francês, 1 talo de aipo.
  2. Junte 1 ramo de salsa, 1 ramo de alecrim, os talos de cogumelos e as cascas das favas
  3. Lave bastante bem todos os ingredientes e coloque num tacho com um pouco de azeite em lume baixo, para suar os vegetais
  4. Vá mexendo e quando os vegetais começarem a ficar ligeiramente castanhos, junte 1.5 litros de água. Suba o lume para iniciar a fervura da água.
  5. Junte sal, grãos de pimenta e grãos de coentros 
  6. Quando levantar fervura, baixe o lume para manter a borbulhar, tape o tacho e deixe a cozinhar durante uma hora. Mexa ocasionalmente.
  7. Ao fim de uma hora, com a ajuda de um passador, coe o caldo e descarte os sólidos.
  8. O caldo em excesso poderá ser guardado no frigorífico durante uma semana. Poderá também ser congelado e utilizado durante 3 meses. Sugiro que congele em sacos de fazer gelo, para poder ir usando apenas o desejado

"Fritada" de vegetais e queijo de cabra

Ingredientes:
500g de abóbora, descascada, sem sementes
1 pimento vermelho grande
1 cebola roxa grande
1 molho de espargos
150g de ervilhas (usei frescas, mas podem ser congeladas)
100g de queijo de cabra macio
8 ovos
2 colheres de sopa de leite
1/4 de chávena de folhas de manjericão fresco picado
150g de tomate cherry de várias cores
1 colher de sopa de sementes de girassol
1 colher de sopa de sementes de abóbora
Folhas pequenas de manjerição para decorar

Preparação:
Pré-aqueça o forno a 200º C.
Corte a abóbora e o pimento em cubos de mais ou menos 1,5cm, e a cebola em fatias finas. Coloque tudo num tabuleiro forrado com papel vegetal, espalhe azeite por cima e leve ao forno cerca de 30 minutos ou até os legumes ficarem macios. Retire do forno e deixe arrefecer.
Corte os espargos com cerca de 1 cm (retirando as partes mais rijas). Leve a cozer ao vapor juntamente com as ervilhas. Tape e deixe-os a cozer até ficarem macios. Passe-os por água fria e escorra-os.
Esfarele o queijo e reserve uma colher de sopa. Coloque o resto do queijo numa taça grande juntamente com o leite, os ovos, e o manjericão picado. Misture bem e tempere com sal e pimenta. Acrescente os legumes assados e os cozidos e mexa.
Reduza a temperatura do forno para 180º C.
Forre uma forma redonda com papel vegetal. Transfira o preparado para a forma. Ponha por cima o tomate cherry cortado ao meio (com a parte cortada viradas para cima), decore com as sementes.
Leve ao forno durante 45 minutos ou até ficar macia mas firme.
Deixe arrefecer durante 10 minutos, decore com algumas folhas de manjericão e com o queijo de cabra que reservou.
receita original aqui 

Creme de ervilhas com camarão flamejado

 Ingredientes:
Creme
500gr de ervilhas descascadas
1/2 courgette
1 cebola
2 dentes de alho
Azeite
Água
Sal q.b
Pimenta qb

Camarões
15 camarões tamanho médio
1/2 cebola pequena
3 dentes de alho
azeite qb
Sal qb
Um cálice de Conhaque

Preparação:
Numa panela junte o azeite, a cebola cortada em rodelas e o alho picado, deixe refogar um pouco. Adicione a courgette cortada em cubos pequenos, as ervilhas e o sal. Envolva tudo e acrescente a água. Deixe cozinhar até os legumes estarem cozidos. Depois de cozido retire um pouco de ervillhas e  triture o resto. Rectifique o sal e se necessário acrescente um pouco de água ao creme.  Junte as ervilhas  e reserve.

Descasque os camarões e retire as cabeças. Reserve
Numa frigideira leve ao lume o azeite com a  cebola e o alho finamente picados, deixe saltear um pouco, adicione os camarões e um pouco de sal e deixe cozinhar. Adicione um cálice de Conhaque e flambeie. Corte os camarões em pedaços pequenos, deixando alguns inteiros para decorar.

Sirva o creme com pedaços de camarão, um camarão inteiro e pimenta moída na altura.